segunda-feira, 3 de junho de 2013

Olheiras, olheiras...olheiras

Panda eyes, alguém merece?
A pele ao redor dos olhos é mais fina do que no restante da face. Há também abundância de vasos sanguíneos, que podem ser visto através da pele, formando sombras, nossas temidas olheiras.
Além disso, as glândulas sebáceas que causam excesso de oleosidade em outras regiões fazem falta na área dos olhos, já que a mistura de pele fina + ressecamento resulta em uma superfície craquelada, coisa que a gente adoraria viver sem ter que pensar a respeito, não é?
Tudo piora com nossa paixão por maquiagem e descaso por cuidar da pele. Basta olhar: não tem nada a ver com a idade. Com as imagens geradas pelas câmeras HD, é super comum encontrar fotos nos tutoriais que mostram meninas jovens com a região da pálpebra e arredores craquelada. Corretivo, então, é o carrasco da história. Nem as marcas mais badaladas conseguem ficar imunes ao craquelamento precoce.
Olheiras
Quem sofre com olheiras com certeza já pesquisou bastante a respeito e sabe que as causas vão muito além de noites mal dormidas. São diversas razões que podem deixar a circulação na área dos olhos deficiente (cansaço, problemas orgânicos, alimentação pobre em alguns nutrientes) e junto com a espessura da pele, que é uma caracteristica pessoal, essa é a equação que define a intensidade das olheiras. Aliás, a olheira por cansaço é a mais fácil de lidar, já que boas horas de sono acabam como problema.
Outras causas podem ser:
Hereditariedade – essa é implacável, no sentido de ‘não ter cura’. Se é um traço herdado, o melhor a fazer é colecionais truques para amenizar as olheiras e conviver com essa característica, sem neuras. É como aceitar a nossa altura; não adianta se chatear por uma coisa que não pode ser completamente modificada. A vida é mais do que isso, não é mesmo?
Perda de colágeno – o envelhecimento natural é caracterizado pela perda progressiva de colágeno, mas não podemos nos esquecer de que o estilo de vida moderno nos joga diretamente de encontro ao envelhecimento precoce. Por isso não importa sua idade. Se você não se alimenta direito, é sedentária, fuma/bebe e não descansa o mínimo necessário, sua pele vai envelhecer mais rápido e as olheiras vão surgir e fincar sua bandeira antes da hora. O sol também destrói as fibas de colágeno, então, para não perder o hábito USE SEMPRE PROTETOR SOLAR.
Doenças do fígado; anemias; alergias e alguns problemas respiratórios também evidenciam as olheiras. Nada mais natural, já que tudo está relacionado à circulação sanguínea. Mesmo em uma gripe mais inocente, nossa fisionomia não nega, estão lá as olheiras dando atestado de presença.
Manchas – como a pele da região é mais fina, ela também é mais delicada e sofre queimaduras facilmente. As atividades mais corriqueiras do cotidiano, ao ar livre, podem provocar manchas em uma pele sensibilizada e sem proteção. AÍ a coisa se complica porque a mancha não é mais apenas uma sombra, mas hiperpigmentação. Dá mais trabalho para clarear. Por isso é sempre melhr prevenir, usando o…bom, vocês já sabem: PROTETOR SOLAR.
Circulação, Hidratação e Olheiras
A regra não muda, nossa pele (nosso corpo) sempre procura o equilíbrio, ela sempre quer água. A hidratação acontece de dentro para fora, mas o ressecamento funciona em sentido inverso. A função do hidratante é manter água dentro das células por mais tempo. Uma região desidratada é um terreno fértil para má circulação e daí para a olheira (e marcas de expressão) é um pulinho só.
O ambiente (vento, ar condicionado, poluição, fumaça, sol) rouba a água das células fazendo com que elas procurem constatemente repor essa perda. Na falta de água – e não é raro que falte – tudo que estiver disponível passa por uma tentativa de absorção. Por exemplo, se a pele está “com sede”, tentará roubar a pouca água contida na sua base e no corretivo, pode ter certeza. O resultado? Craquelamento.
O craquelamento da maquiagem é a mensagem desesperada da pele: estou com sede, hidrate-me agora, por amor!
A verdade que não quer calar é uma só; nós, brasileiras, nesse perrengue eterno contra a oleosidade excessiva, acabamos quase sempre desistindo de hidratar o rosto.
Já sabemos que hidratação e oleosidade são coisas distintas, mas encontrar o hidratante ideal demanda tanto tempo e investimento (porque é preciso experimentar váááários produtos até eleger o ideal), que acabamos fingindo que não sabemos que estamos fazendo errado, até o momento inevitável, aquele em que nada mais fica bom na superfície da pele, que a essa altura dos acontecimentos já pode até ter sofrido danos de envelhecimento precoce. Chato, né?
Ação
Não vou entrar agora no mérito de hidratar o rosto, senão a gente nem chega aos olhos hoje. Independente do seu tipo de pele, escolha um creme específico para a área dos olhos.
A parte boa da história é que você vai notar resultados rapidamente, percebendo toda a região mais lisinha e uniforme. Qualquer sombra vai ficar muito mais bonita e esfumar será um prazer na sua vida!
Não custa lembrar que a chamada “região dos olhos” é toda a pálpebra superior dos cílios até a sobrancelha e  mais a região logo abaixo dos cílios inferiores. Pense em um ursinho Panda: toda a área negra ao redor dos olhos dele é a região dos olhos. Sem esquecer das laterais, o terreno preferido dos pés de galinha…
Não desista de encontrar um bom hidratante facial adequado para sua pele. Mesmo o melhor primer facial não fará milagre sobre pele desidratada. Sem hidratação o primer não fará nada, será uma camada de produto a mais. A busca pelo hidratante perfeito continua, companheiras.
Cremes para a Área dos Olhos
Complete Lift Eye Roll-On – roll-on de efeito lifting antibolsas para o contorno dos olhos de dupla ação firmadora.Com utilização precisa.Sua fórmula contém agentes drenantes que atuam em sinergia com o efeito refrescante da massagem do roll-on, suavizando a região e ajudando a reduzir as bolsas.
All About Eyes Serum – rollerball de efeito refrescante e hidratante instantâneo. Proporciona massagem quando passado sob os olhos e ajuda a reduzir inchaços; combate a aparência de olheiras e ilumina a região dos olhos. Contém cafeína e potentes antioxidantes, assim como ativos botânicos calmantes.
La Roche-Posay Hydraphase Yeux – associação de Hialuronato de Sódio com Glicerina, suaviza os vincos de desidratação. Contém ainda associação de cafeína com a Água Termal de La Roche-Posay.
Redermic + Olhos – Creme diário para contorno dos olhos; trata rugas, linhas de expressão, perda de firmeza e flacidez nas pálpebras. Fórmula sem perfume, testada sob controle oftalmológico.
Creamy Eye Treatment With Avocado Kiehl’s – textura concentrada, não permite que o produto migre para dentro dos olhos. Além do óleo de abacate, contém betacaroteno, antioxidante natural e manteiga de karité que impede o ressecamento da região. Testado oftalmologica e dermatologicamente.
Hydra Sparkling Gel Yeux Anti-Fatigue Givenchy – gel hidratante com textura refrescante. A fórmula contém o complexo Sparkling Water Complex, que consite em moléculas que hidratam e iluminam a epiderme do contorno dos olhos; e ingredientes anti fadiga que diminuem o inchaço, olheiras e suavizam linhas finas.
Illuminating Eye System Renew Reversalist – Complexo restaurador Iluminador para a área dos olhos; restaura e alisa a superfície da pele, diminuindo rugas ao longo do tempo.
Tratamentos
A Dra. Valéria Campos, minha dermatologista desde sempre, listou os principais tratamentos anti olheiras, para um post que fez há um tempo. Eles continuam sendo as principais opções. São eles:
Luz Pulsada – uma solução para olheiras permanentes é a Luz Pulsada, que pode atuar no sistema vascular ou na pigmentação da pele. A luz pulsada emite um feixe de luz que é atraído pela cor da região escura e provoca a fragmentação do pigmento, clareando a pele. requer de 4 a 5 sessões e pode provocar vermelhidão e inchaço no local de 3 a 4 dias. Durante esse período é importante evitar exposição solar para evitar manchas na pele.
Cremes – atuam na drenagem local e melhoram a vasodilatação venosa, como é o caso de produtos com bioflavanóides (rutina, benzopironas, escina). Seus princípios ativos aumentam o tônus venoso e com isso diminuem a dilatação, já que atuam na microcirculação sanguínea.
Peeling -os ácidos promovem uma esfoliação suave da região com clareamento, porém esse tipo de tratamento é restrito, dependendo da avaliação criteriosa de um médico para evitar manchas ou quaisquer complicações. Em uma versão menos abrasiva, podem ser usados produtos despigmentantes que removem o pigmento escurecido; como o ácido kójico, fítico, hidroquinona ou aqua licorice.
Carboxiterapia- pela enetração subcutânea de gás CO2 (dióxido de carbono), há aumento das trocas de oxigênio no local que melhora a irrigação e nutrição celular, além do fato que o descolamento físico promovido pelo gás estimula a formação de novas fibras de colágeno, o que melhora a flacidez da pele. São necessárias de 5 a 8 sessões semanais e normalmente a região fica inchada e com hematomas.
Chás e Massagem
Funcionam!
Ou melhor, ajudam! rs
Como tudo que aumenta a circulação local ajuda a diminuir as olheiras e inchaço, o famoso chazinho de camomila pode, sim, dar uma aliviada na situação. A receitinha é aquela da vovó mesmo. Faça o chá deixa na geladeira. De manhã, coloque os saquinhos (ou um algodão embebido no chá, sobre os olhos e deixe agir por pelo menos 5 minutos.
Massagear SUAVEMENTE a região, com os mesmo movimentos circulares usados para passar cremes também é ótimo para a área dos olhos. Desenhe levemente, com os dedos, círculos ao redor dos olhos, de dentro para fora. Manter os movimentos nesse sentido ajuda na eliminação de líquidos retidos e faz o sangue circular com maior facilidade.
Pressione suavemente o canto interno dos olhos e deslize os dedos ao redor da órbita ocular e para fora, em direção às temporas.
Maquiagem
Cada cor de pele costuma produzir tons de olheira diferentes. A ‘camuflagem’ fica mais natural, além de mais fácil, se usarmos cores que neutralizam sua base. Por exemplo, se sua olheira é arroxeada, procure corretivos com tons amarelados (pode ser bege, mas puxando pro amarelo). Se a olheira for castanha ou amarelada, procure corretivos rosados/roxos. Se a região estiver vermelha, corretivo verde é vida!
Aplique produto sobre a olheira e dê tapinhas suaves com a ponta dos depois para que ele fixe bem na pele. Depois que você usou o tom para neutralizar, aplique base da sua cor normal, em toda a face.
Se depois disso ainda houver algum ponto que se destaque escurecido, aplique corretivo da cor da sua pele apenas no local.

fonte: E aí, beleza?

Nenhum comentário:

Postar um comentário