terça-feira, 23 de julho de 2013

Robyn Lawley, lança sua coleção moda praia plus size

A modelo australiana Robyn Lawley acaba de lançar uma linha de biquínis e maiôs com peças coloridas e estampadas dedicadas especialmente à mulher plus size. A roupa de banho ideal é aquela que valoriza a silhueta e disfarça as gordurinhas. Saiba como escolher


Na hora de escolher a roupa de banho, a mulher plus size precisa pensar na modelagem que mais valoriza a sua silhueta. E para quem acha que as opções são restritas, aqui vai um aviso: “tanto faz usar biquíni ou maiô. O importante é usar a peça a seu favor”, avalia Juliana Ali, blogueira à frente do Juliana e a Moda. A modelo australiana Robyn Lawley sabe bem como cumprir a “tarefa”. Ela acaba de lançar uma linha de biquínis fashion - da qual também é garota propaganda - para mulheres gordinhas.






 Para não errar, basta ter em mente uma regrinha básica: “o biquíni ou maiô tem que mostrar o que ela tem de melhor e esconder o que ela não quer que seja visto. A dica é saber respeitar o próprio corpo”, sugere Juliana. Calcinhas largas, por exemplo, ajudam a disfarçar a barriguinha. “Mas a parte de baixo não precisa ser de 'vó'. O ideal é que seja larguinha nas laterais para não marcar gorduras localizadas. E o sutiã, por sua vez, precisa ser bem estruturado para valorizar o colo. Se usar maiô, é melhor evitar recortes na cintura”, comenta.
Estampas e desenhos estão permitidos, desde que não aumentem visualmente as formas do corpo. “Os tons claros e neon e as estampas grandes (‘bolonas’ e ‘florzonas’), em geral, aumentam as medidas. Melhor passar longe!”, recomenda. Textura e babado jamais! “A mulher plus size precisa usar tecidos firmes e, se escolher peças estampadas, os desenhos têm que ser pequenos e escuras”, afirma a blogueira.
Engana-se quem pensa que, por estar acima do peso, a mulher quer usar roupas que escondam o seu corpo.Aimee Cheshire é a fundadora do site de compras Madison Plus Selection, que é especializado em moda plus size e irá vender a coleção de Robyn Lawley. “Essa mulher só quer ser incluída ao mundo da moda, quer ter a mesma oportunidade de fazer compras. E é por isso que a coleção de Robyn pode ser um sucesso. A partir de suas próprias experiências, ela desenvolveu peças atendem às necessidades das mulheres curvilíneas”, diz a CEO.

fonte: caras
Por:
 Juliana Cazarine

Nenhum comentário:

Postar um comentário