terça-feira, 13 de agosto de 2013

Sorrisos que inspiram

Quando se nasce com alma de artista não importa qual a arte a que se dedique - sempre haverá um diferencial notável. No caso de Renan Rosa, essa percepção salta aos olhos em cada uma de suas fotografias.

01_Renan_Rosa_008_01.JPG
© Renan Rosa.
No trabalho do fotógrafo brasileiro existe uma sensível singularidade capaz de transmitir a quem visualiza sua obra um sentimento único, como se fosse possível ver a alma da pessoa captada através de suas lentes.
Problemas de saúde causados pelas tintas e solventes utilizados em suas pinturas poderiam ter levado Renan Rosa a desistir de trabalhar com arte. Porém, ele, que até então dedicava-se incondicionalmente à pintura, viu nesse revés uma chance de começar algo diferente, até que pudesse voltar a pintar. Foi aí que a fotografia entrou em sua vida e não saiu mais.
Desde que começou a dedicar-se à fotografia, Renan já visitou mais de 50 países durante 12 anos de viagens pelo mundo. Conheceu boa parte da Europa, América do Sul e alguns países da África e Oriente Médio, mas foi na Ásia que ele encontrou a essência do seu trabalho. O fotógrafo acredita que a ancestralidade e os costumes tradicionais de países como Índia e China foram os maiores incentivos para que ele voltasse tantas vezes para esta parte do mundo.
02_Renan_Rosa_001_02.jpg
© Renan Rosa.
03_Renan_Rosa_002_03.jpg
© Renan Rosa.
Trabalhar com fotografia em países de culturas tão especiais já trouxe problemas para Renan. E mesmo tentando manter-se invisível para conseguir captar as imagens com a maior naturalidade possível, nem sempre ele conseguiu a façanha de não ser notado. Apesar disso, a maioria das pessoas que fotografou o recebeu de forma tranquila e amistosa. O que, inclusive, pode ser facilmente visto em várias de suas fotos. Pessoas que se sentem comovidas ao serem retratadas, que se mostram curiosas em saber mais sobre ele, que fazem poses e abrem largos sorrisos. Olhares marcantes, sorrisos espontâneos e expressões indecifráveis que nos fazem imaginar o que se passava naquele instante para refletir essas emoções.
Conhecer pessoas estranhas mundo afora e compartilhar com elas momentos tão íntimos é para Renan uma das partes mais emocionantes de trabalhar com fotografia. Pessoas que só estavam em sua imaginação e que, de repente, se materializam e se eternizam em um momento único. Com suas experiências, ele aprendeu a respeitar as diferenças existentes entre os seres humanos de uma forma totalmente plena e livre de preconceitos.
04_Renan_Rosa_003_04.jpg
© Renan Rosa.
05_Renan_Rosa_004_05.jpg
© Renan Rosa.
Renan já teve seu trabalho reconhecido em publicações e projetos que considera muito importantes em sua carreira: venceu o Concurso Internacional da Comunidade Fotográfica do Chipre (2009), foi selecionado, ao lado da produtora cultural Aline Stümer, para dois projetos de exposição pela FIESP/SESI Cultural de São Paulo (2010-2015), teve uma fotografia na ilustração da capa da BBC Britânica – Focus Africa (2011), foi o vencedor da Foto do Mês na revista National Geographic Brasil (2011), entre outros, e, mais recentemente, foi o vencedor em mais num concurso de fotografia do site Photoburst.
A seleção de fotografia escolhida para ilustrar este artigo serviu de inspiração para uma matéria na revista Vida Simples (maio/2013), com o tema “Sorria, meu bem, sorria”.
Conheça mais trabalhos de Renan Rosa em seu site.
06_Renan_Rosa_005_06.jpg
© Renan Rosa.
07_Renan_Rosa_006_07.jpg
© Renan Rosa.
08_Renan_Rosa_007_08.jpg
© Renan Rosa.
09_Renan_Rosa_009_09.jpg
© Renan Rosa.
10_Renan_Rosa_010_10.jpg
© Renan Rosa.
11_Renan_Rosa_011_11.jpg
© Renan Rosa.
12_Renan_Rosa_012_12.jpg
© Renan Rosa.
As fotografias que ilustram o artigo foram gentilmente cedidas por Renan Rosa.


Leia mais: http://obviousmag.org/archives/2013/06/renan_rosa_sorrisos_que_inspiram.html#ixzz2bsMmNZfg

Nenhum comentário:

Postar um comentário