segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Vencedora do Miss Plus Size Carioca, Josiane Lira só pensa no carnaval

A modelo, eleita no último sábado, 23, também possui o título de primeira passista gordinha: 'Vejo no espelho a autêntica mulher carioca'.

Josiane Lira, Miss Carioca Plus Size 2013 (Foto: Divulgação)Josiane Lira, Miss Carioca Plus Size 2013
(Foto: Divulgação)
Josiane Lira fez uma promessa este ano. Se não fosse coroada a Miss Plus Size Carioca de 2013, nunca mais participaria de um concurso. A decisão drástica, explica-se, deu-se pela derrota em outras participações. "Não queria perder de novo, criar expectativa e não ver meu nome anunciado", justifica ela. O que aconteceu no último sábado, 13, no entanto, deixou a modelo sem voz, sem ar, sem acreditar. "Fui a útlima das 12 finalistas a ser classificada. Ganhei o Miss Simpatia e pensei 'não é dessa vez'. Mas quando disseram que eu fui eleita a Miss Carioca eu quase desmaiei", conta.
Aos 32 anos, a moradora de Caxias, na Baixada Fluminense, quase não conseguiu participar desta edição por estar desempregada. Faturista, espera que com o título venham convites e propostas de trabalho. "Juntei minha rescisão, o auxílio desemprego e espero a resolução de alguns processos por conta da pensão do meu filho. Vou me virando, mas tenho esperanças", diz Josiane, que como prêmio recebeu R$ 1 mil, uma passagem para Alagoas, um passeio de barco na região dos lagos, roupas, um vale-churrascaria e um kit erótico: "Querem que a gente namore, né?".
De namoro, porém, ela quer distância. "Só os ficantes mesmo. Não quero ninguém atrapalhando minha carreira", garante. Com 118kg distribuídos em 1,81m, Josiane já teve suas encanações com as formas generosas. Hoje, se acha. "Vejo no espelho a autêntica mulher carioca", esnoba.
Josiane Lira, Miss Carioca Plus Size 2013 (Foto: Divulgação)Josiane Lira na Sapucaí, quando desfilou pela
Grande Rio, na ala das passistas
(Foto: Divulgação)
Ano passado, Josiane ainda conseguiu outro título: o de primeira passista GG do mundo. O sonho dela era sair em uma escola de samba. Ziriguidum nas ancas e pés ela tinha, mas o corpo..."Nem quis saber. Fui até a quadra da Grande Rio, minha escola de coração, levei um recorte de jornal em que tinha aparecido e falei do meu sonho. Acho que curtiram minha cara de pau porque consegui sair na ala das passistas da escola", lembra.
Este ano a fantasia já está quase pronta. E Josiane não quer lugar especial só porque agora é miss: "Sempre quis mostrar que podia ser igual a qualquer mulher. Não preciso ser destaque. Meu negócio é sair na ala junto com as outras. Magrinhas, gordinhas, baixinhas, altinhas, todas somos iguais"

fonte: Ego
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário