segunda-feira, 30 de junho de 2014

Polêmica: Mamilos


Scout Willis se juntou à campanha FreeTheNipples e andou com os seios completamente à mostra em Nova York em protesto ao Instagram e às pessoas que consideram os mamilos femininos um tabú, mas acham os masculinos completamente aceitáveis. O assunto é polêmico, mas pensando sem nenhum tipo de rótulo: realmente, são apenas mamilos, e os homens mostram os seus à vontade na praia e, às vezes, até na cidade, então por que as mulheres são, literalmente, proibidas de fazê-lo e podem ir em cana por atentado ao pudor? Só a mulher tem de ter pudor?
Quer goste, quer não, outras pessoas de outros cantos também começaram a seguir a mesma linha de pensamento e lançaram suas campanhas. Nos últimos dias vimos uma porção de gente compartilhando nas redes sociais imagens de mulheres usando biquínis com mamilos desenhados. Mas que biquínis são esses e de onde eles vieram? São da TaTa Top e, embora tenham teor cômico, são extremamente engajados. No site, as criadoras da peça, Robyn Graves e Michelle Lytle, escrevem: “Por que as garotas não podem fazer topless? Se você pensar sobre o assunto, qual a diferença entre o mamilo masculino e o feminino? É a questão do peito? É o fato de que das mulheres vem com uma vagina? (…) A quem esta lei está protegendo e do que ela está protegendo? Qual mensagem ela manda para as meninas sobre seus corpos? Que elas deveriam ter vergonha e se manterem cobertas?”
A campanha convida mulheres a defenderem a causa de maneira legalmente e ainda engraçada. Vale seguir o Instagram deles para ver o tanto de mulheres de todas as idades – e até homens – já aderiram ao movimento.

Quem também resolveu dar atenção especial aos seios femininos foi o Museu do Sexo de Nova York. Ontem foi inaugurado por lá uma exibição interativa com altas instalações sacaninhas e entre uma delas está o castelo de seios, criado pela dupla londrina Bompas & Parr. Dentro dele a galera poderá pular e se afogar em peitos e mamilos até o ano que vem. Veja aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário