sexta-feira, 4 de julho de 2014

Pitti Uomo leva a Florença mais de 30 mil pessoas ávidas pelas novidades da moda masculina

Imagem dos participantes chegando à Pitti Uomo no primeiro dia do evento. Como dá para perceber, o street style é forte. ©AKAstudio
A terça-feira (07.01) foi o segundo dia da semana de moda masculina de Londres, mas também marcou a abertura da 85ª edição da Pitti Uomo, feira que acontece a cada seis meses em Florença. Apesar do estardalhaço em torno dos desfiles em solo inglês, a feira italiana é vista como a principal bússola que norteia a moda masculina nos dias de hoje. E não só pelo que é visto nos estandes, mas também pelostreet style de quem anda por lá.
Os organizadores apontam a feira como o único evento que interpreta a moda masculina contemporânea, com foco nos produtos e looks que ditam o mercado. É claro que eles não esquecem de falar do cenário: Florença significa uma atmosfera única de negócios, cultura, lazer e entretenimento. Todos querem estar lá e os números comprovam isso, apesar de não haver grande crescimento em relação à edição anterior. São 1.047 marcas na Pitti Uomo, sendo 395 do exterior (de mais de 30 países diferentes), em 59 mil metros quadrados de área de exposição. São esperados mais de 30 mil visitantes, representando grandes e pequenos varejistas do mundo inteiro.
Esta edição da Pitti Uomo vai de 7 a 10 de janeiro, ou seja, continua dois dias após o término dos desfiles de Londres. Enquanto os organizadores dos eventos não encontram uma solução para a colisão de datas, o jeito é o pessoal da moda se dividir entre os dois. O responsável pela feira de Florença é o grupo Pitti Immagine (também organiza feiras infantis e de vestuário feminino) em parceria com o Centro di Firenze per la Moda Italiana.
Uma das atrações da 85ª edição é o desfile que a Diesel Black Gold fará nesta quarta-feira (08.01) como marca convidada. Há uma grande expectativa para o que a Diesel apresentará na passarela, especialmente porque o evento tem uma forte inspiração na música. O tema desta edição é “Rock me Pitti”. O CEO da Pitti Immagine, Raffaello Napoleone, explicou a escolha da marca convidada: “Andreas Melbostad, diretor criativo da Diesel Black Gold, deu à coleção feminina um impulso considerável. Assim que soubemos que ele também trabalharia com a parte masculina, decidimos sugerir que a Diesel Black Gold fizesse sua estreia como convidado de moda masculina da Pitti Uomo.”
No lado dos negócios, há uma grande expectativa que a feira seja o pontapé de um ano positivo, especialmente por parte das grifes italianas. Segundo o “WWD“, em 2013, a indústria de moda masculina da Itália contou com a ajuda do mercado norte-americano, já que o mercado interno estava estagnado e a Ásia teve uma desaceleração do crescimento. As expectativas são otimistas para 2014.
fonte: FFW

Nenhum comentário:

Postar um comentário