segunda-feira, 3 de novembro de 2014

A modelo Aline Zattar comenta sobre as modelos consideradas plus size que não representam o público


Aline Zattar, miss plus size, e a primeira representante do grupo a posar para o Paparazzo, abriu sua linha de tiro contra uma grife que escalou uma modelo mais cheinha para ilustrar a campanha de uma grife de lingerie e a chamou de plus size. Para a modelo, algo feito com má fé, já que a dita plus size não tinha medidas para passarela, mas também não se encaixa na categoria que usa tamanho acima do 44.
"Acabo de me deparar com esta foto no Instagram dessa agência super renomada! Achei a modelo maravilhosa, divina, mas para minha surpresa leio a descrição, e eis que surge um 'plus size'. Oi? Na minha concepção ela é uma modelo gostosa, não é de passarela pois os 'padrões' não permitem, mas plus size?! Não aceito muito bem a ideia de que o resto que não é manequim 38 é considerada plus size! Afinal, você encontra moda até o manequim 42/44 mais tranquilamente! Eu me sinto uma orca flutuante com algumas mídias e marcas querendo sempre buscar padrões menores. Como uma pessoa que veste 54, vendo essa menina sendo plus vai se imaginar 'cabendo' nessa lingerie? É isso que eu escuto! Não é só minha opinião!
O que o povo não entende é que o plus size resgata a autoestima das mulheres, resgata a vida delas, como resgatou a minha! ‪#‎eunaosouresto", escreveu ela em seu perfil de uma rede social.

Nenhum comentário:

Postar um comentário